sexta-feira, 22 de julho de 2011

À um ano atrás eu estava sentada numa cadeira em frente à minha porta, com os meus melhores amigos.

I miss that, -.-

quarta-feira, 20 de julho de 2011

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Monster

O video está lindo, :
OMGGGGGG, já tenho saudades de dia 9!
Vejam aqui: http://www.mtv.com/videos/paramore/672032/monster.jhtml#id=1518072

segunda-feira, 11 de julho de 2011

just breathe

Yes, I understand that every life must end, uh-huh
As we sit alone, I know someday we must go, uh-huh
Oh I'm a lucky man, to count on both hands the ones I
love
Some folks just have one, yeah, others, they've got
none
Stay with me...
Let's just breathe...
Practiced all my sins, never gonna let me win, uh-huh
Under everything, just another human being, uh-huh
I don't wanna hurt, there's so much in this world to
make me bleed
Stay with me
You're all I see...
Did I say that I need you?
Did I say that I want you?
Oh, if I didn't I'm a fool you see
No one knows this more than me


I still love you

domingo, 10 de julho de 2011

Dói-me a cara

Sim, porque ontem apanhei um escaldão de todo o tamanho. Para quem não sabe, e duvido visto que não tenho vindo passear para estes lados, fui ao Optimus Alive ontem (dia 9), ver os Paramore.
Chegamos ao recinto às 11h e esperámos até às 15h para entrar.
Ficámos a 3 filas das grades, e lá os concertos começaram.
Kaiser Chiefs é do melhor ao vivo, man fiquei fã!
E depois, bem, depois foi a loucura.
Gritos e lágrimas e cantorias, eu já não sei por onde andava, perdi a Carla, e de vez em quando lá nos víamos, mas foi lindo, poder ver o nosso idolo ao vivo e tão perto de nós, poder ver a nossa banda preferida é sem dúvida uma loucura.
Nunca mais vou esquecer aquela noite!
Depois vieram as consequências, porque às 15h estávamos ao pé do palco Optimus e nunca mais nos sentámos até sairmos dali, que era 23h e pouco. Agora façam as contas, os pés e os joelhos doem muito. Também descobri um escaldão na cabeça, e o meu belo amigo na cara, que parece que fui esmurrada.
Quando o concerto dos Paramore terminou saímos do meio da multidão e fomos à casa de banho, que era uma coisa que era urgente tratar mas que, por forças maiores, como guardar os nossos lugares religiosamente, não saímos do sítio. Fomos beber algo fresco porque as nossas vozes não estavam propriamente perfeitas e sentámo-nos durante uns 20min a ver as fotos que ela tirou, que ficaram giras, *.* depois passamos pelo Optimus Clubing e pelo Palco Super Bock. Depois pronto fomos tentar encontrar os meus pais e seguimos para casa.
Cheguei a casa e tomei um belo de um banho, massajei os pés, pus creme no escaldão e deitei-me, não aguentava mais. Mas foi lindo, e pelos Paramore valeu a pena, e acredito que cá voltem, porque bem, eles estavam tão felizes, *.*

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Depois desta luta incansável chegou a altura de partir.
Não vou lutar mais. Não vale a pena. Vendo bem, foi um ano a esforçar-me, a lutar e a tentar ultrapassar todas as barreiras, algumas vezes sozinha. Ainda consegui que tudo fosse perfeito por três semanas. Só aí é que o esforço compensou.
Sempre disseste 'não quero que te apaixones por mim'. E depois, virou-se o feitiço contra ti. Ironia não? Acredita que pensei muitas vezes em desistir, mas o amor por ti, parecia derrubar tudo o que aparecia e eu, não quis saber. Eu 'esqueci-me' do quanto ia sofrer por ti.
Quebraste a promessa de ficares comigo até ao fim do verão, mas não posso guardar rancor, dizes que é o melhor para ti. E eu quero o melhor para ti, mesmo que eu esteja na fossa.
Depois de um ano, acreditas que consigo guardar todas as coisas que passámos? Todo o amor que, juntas, conseguimos construir (?) tu sabes o quanto custou. E as dúvidas foram como um veneno, mataram-no tão rápido. É verdade quando dizem que custa a construir, mas destruir é muito mais fácil. Não me esqueço das tardes contigo, nem das noites na praia. De todas as vezes que discutimos e de todas as lágrimas que derramei. É tão fácil chorar por ti. Porquê? Porque eu conquistei-te. Eu fiz-te gostar de mim. E porque eu comecei a sentir o mesmo e até mais. Não consigo gostar de ti, é pouco. Amo-te e, tu sabes. NÃO VOU, NEM QUERO ESQUECER-ME DE NADA.
Começou com um simples beijo, falámos nisso tantas vezes, nunca pensámos chegar ao ponto a que chegámos. Não me arrependo de nada. Nada mesmo.
Vou sentir a tua falta e, os próximos meses não vão ser fáceis... mas chegou a altura de partir.
A única coisa que consigo ter certezas é que nunca me vais conseguir esquecer. Nem do meu cheiro, dos meus toques, dos meus beijos nem do efeito que causava em ti sempre que estava contigo. Não vais conseguir. Porquê?
Marquei-te e isso ninguém consegue apagar.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

«you’re the only person who can ruin my life, i can’t stand it, i can’t. I love you, I love you so much that it’s killing me



If you knew the luck you have for have someone that’s loving you so much like me.
I really love you!

Sometimes it seems like all I do is wrong. I always fuck everything.