quarta-feira, 30 de junho de 2010

Apetece-me escrever daquelas coisas sexys e picantes que às vezes me saem, :o
Pior que tudo, apetece-me encarnar a personagem e vivê-la intensamente.
Apenas dentro de uma história, onde sei que por mais que a personagem sofra, não me acontecerá o mesmo.

Meu deus, vou tentar melhorar este estado de espírito demasiado tarado e logo à noite digo qualquer coisa..

OMG: FALTAM 10 DIAS, 10!

terça-feira, 29 de junho de 2010


Estou completamente destruída com isto, -.-
É que nem merece conversa.
De ressaltar que o Eduardo foi o único que deu espectáculo.
Não quero mais falar sobre este assunto. Morto e Enterrado.

Ao som de Heavy Cross - Gossip

oitavos - parte dois.

Hoje é dia 29. Às 19:30h começa o jogo que nos pode dar acesso aos quartos de final.
Jogaremos contra a Espanha. Muitos dizem que não é possível. Eu continuo a acreditar. Não há impossíveis!

Quinta-feira vou ver o Eclipse, TOU TÃO CONTENTE, *-*
Acabei o livro da Bree, e simplesmente adorei. Ela morre no fim, e eu desatei a chorar, :x
AGORA PRECISO DE MAIS LIVROS! Alguém me quer oferecer um? :D
Faltam 11 dias, : meu deus, nem acredito nisto.

Há uns quantos stresses, mas vou resolver. Com ou sem ajuda de vocês, 'amigos'.
Alex e Kat, OBRIGADO, <3
Ao som de: Irreplaceable - Beyonce

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Escolher

Porquê? A sério digam-me porquê? Porque é que por vezes as pessoas têm opiniões contraditórias quando dizemos o que sentimos, quando dizemos a verdade. Porquê respostas secas que magoam?
As pessoas têm que escolhem o seu próprio caminhos.
Há quem diga que tenho o melhor dos dois mundos, e também há quem ache que não é verdade, que estou confusa, e blablabla.
Cada vez tenho mais certezas disto. Do que sinto, do que quero e pelo que espero.
Deram-me algo que considero uma benece.
Não sou diferente, sou igual a muitos outros e não escolhi; eu fui Escolhida.
Não me surpreende que nunca mais me tenhas dito nada. A sério, não surpreende. Tantas conversas que tivemos, e tantas vezes te disse que era isto que ia acontecer, e tu: 'Não, nunca vai acontecer, eu não vou deixar.', mas, infelizmente, és a primeira a contribuir para isso.
Ainda bem que nunca acreditei nessa tua conversa, era só chacha!
Ainda bem que me ia habituando à ideia de que era isto que se ia passar. Agora já não dói.
Vires um dia dizer-me que tens saudades minhas, que te apetece chorar, que tens um aperto no coração, e no dia a seguir, exactamente a seguir, quando tento combinar alguma coisa contigo, dizes-me que não tens tempo. Ah, pois, esqueci-me. Só tens tempo para os outros.
Não te chamo desilusão, porque já estava à espera, mais que à espera (se queres saber), que fosse assim. Depois do que aconteceu na Páscoa, era mesmo de prever.
Quando fiz a pergunta: 'Quando acabará?', alguém me disse: 'Em breve.' Esse alguém tinha razão. Mas como não sou eu que sofro, para quê me importar? Quando sou eu a sofrer também não mostras interesse.
Enfim, quando te lembrares de mim, provavelmente continuarei aqui, mas acredita que, para ti, a Raquel mudou. Já não será a mesma, que estará aqui à tua espera.



[Contagem decrescente: 12 dias para partir]
Ao som de: Decoy - Paramore

sábado, 26 de junho de 2010

Bons dias minha gente!

Trago-vos mais um molho de novidades.
Ontem o Best Alexandre ligou-me a perguntar se eu queria ir com ele a um 'mini' jantar/saída de convívio entre famílias. Ele não tinha ninguém, então ligou-me (palavras dele, apesar de eu ser a primeira escolha [odeio-te Pcúbico, grrr]).
Chegamos ao sítio pretendido, Concha, e o baile estava armado. Polícia, um homem que estava completamente doido, intitulando-se como o dono daquilo tudo, queria acabar com a festa. Depois de alguns empurrões e da polícia tentar acalmar o ambiente pesado que lá estava, decidiu terminar com aquilo por falta de segurança (visto que a qualquer momento o dito dono poderia agredir alguém, tal era o estado psíquico do sujeito). Saímos da esplanada da Piscina da Praia das Maçãs, e entramos no Concha. Estivemos lá e não sei quê. Também descobri que lá o homem que era dono de todo o espaço só deixava a discoteca estar aberta até à 00h. [MAS O QUE É ISTO?!] Entretanto era meia noite e qualquer coisa ainda lá estávamos (obviamente) e ainda não tínhamos jantado. Decidimos ir para casa. Antes de irmos ainda estivemos um pouco cá fora; eu, o best, a mãe, a avó e um primo do best.
Esse primo do best, estava com a birra do sono, e decidiu abraçar-me. Não me importei, o miúdo tem 6 anos, qual haveria de ser o mal?
Largou-me e disse:
- As tuas mamas são assim [gesto com as mãos fazendo sinal de que eram grandes.]
O Alexandre socorreu-me e disse:
- Isso não se diz!
E o miúdo respondeu:
- Eu só queria dizer-lhe que eram bonitas.
Olhem eu fiquei PARVA a olhar para o rapazinho, a sério.
Depois tentou apalpar-me e não sei quê... e no carro quis vir sentado ao meu colo. O Alexandre não deixou, e ainda bem.
Mas a meio do caminho, o miúdo começou a dizer que queria o meu colo, e eu disse:
- Não vens para o meu colo, porque sou namorada do Alexandre e depois ele fica com ciúmes.

Finalmente chegámos a casa do Alexandre [sublinho o finalmente], estávamos os 3 (eu, ele e mãe) cheios de fome. Era 1h quando começamos a jantar. Enquanto eles o faziam, eu liguei à Best Inês, palhaçada estava visto [ESTOU ANCIOSA!]
Depois, estivemos a conversar, e o pai do Alexandre estava no pc, perguntei-lhe o que era aquilo, disse-me que era o Second Life, explicou-me montes de coisas do jogo, de modo a que só saí de lá quando eram 2.35h.
Cheguei a casa e morri completamente.
[Nem refiles, tens 5 hiperligações no teu nome, -.-']
Contagem decrescente: 14 dias para partir.

[mais uma vez não consigo por o que quero do lado direito sem levar todo o texto atrás, grrrr.]

sexta-feira, 25 de junho de 2010

oitavos.

E pronto, passámos! O empate com o Brasil deu-nos o ponto que faltava. Jogo interessante, faltas feias, cartões amarelos disparatados.
Costa do Marfim ganhou 3-0, mas não chegou, para passar, pois a goleada a mais e a não derrota com o Brasil garantiu a passagem. Próximos adversários? Chile ou Espanha.


Contagem decrescente: 15 dias para partir.

The Twilight Saga, Eclipse

O filme do verão está a chegar! É já na quarta-feira.
Oh meu Deus, pareço uma pita histérica, estou super ansiosa para ver o filme! Mas é que estou mesmoooo!
Ainda não acredito!
Vai ser um filme simplesmente brilhante, tirando a parte da substituição da Vic, mas isso, -.-'

OPAH EU QUERO IR VER!!! [se não morro, mas é que morro MESMO.]



[OMG, olha a Bree, :$]

Hoje, 15h -> PORTUGAL!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Minha gente!
O 'Avatar' é simplesmente maravilhoso, até chorei, :') [não é novidade, todos os filmes que eu vejo choro, -.-]

Tomei alta decisão, acho que não me vou arrepender.
Já cheira um bocadinho a verão! Amanhã apetecia-me ir passear, preciso de companhia, sitio e dinheiro!

[O dinheiro tem sido das coisas que mais me preocupa, se calhar tenho mesmo que arranjar um trabalho, *nããããão*]
Sabem quando passamos aquelas noites horríveis por causa de uma melga? Pois bem, para mim, hoje foi uma dessas noites. Estou toda picada! Numa das sobrancelhas, ao pé do olho esquerdo, mãos e braços. Ela incomodou tanto, ao ponto de eu estar cheia de calor, mas tentando ao mesmo tempo, manter-me debaixo dos lençóis. *ODEIO MEIGAS!*
Tenho passado a porcaria dos dias em casa, na net. Não sinto que o verão chegou, não sinto, -.-'
Faltam duas semanas, DUAS! para eu seguir em direcção a Coimbra. Meu Deus, e da maneira como os dias estão LENTOS a passar, nunca mais vai chegar, grrrrrr
Quero tanto a melhor amiga nos meus braços, :


Eu preciso urgentemente de ter dinheiro! Preciso mesmo! Tenho pelo menos mais 3 livros para comprar, -.-'
*Os bastidores do filme: Lua Nova [faz todo o sentido, visto que também tenho do Crepúsculo];
*Marcada [apesar de estar à espera do 5o livro da saga, emprestaram-me o primeiro livro, a minha mãe diz que é um desperdício de dinheiro, mas eu quero a saga COMPLETA, so, vou comprar, *-*]
*Estava interessada em comprar: Eternidade de Alyson Noel. Pelo que li é fascinante. Deixo aqui um pequeno resumo:
'Depois de um terrível acidente que lhe matou a família, Ever Bloom, de dezasseis anos, consegue ver as auras das pessoas que a rodeiam, ouvir os seus pensamentos e conhecer a história da vida de qualquer pessoa através de um simples toque....' [in:http://tea-and-literature.blogs.sapo.pt/162445.html] Bem, quem me conhece, sabe o quanto eu AMO estas coisas, :$
Também queria ver a série 'Vampire Diaries'.
Já recebi a mobília da minha sala, é simplesmente LINDAAAAA!!!
MEU DEUS! Recebi a noticia de que a 3a Saga do True Blood, já está a sair, :D O meu amiguinho, já me está a sacar a coisinha, +.+
Resumindo, muito para comprar, e sem dinheiro para isso, --. p*** de vida! [o que vale é que os anos estão a chegar, e como estou à espera de receber dinheiro, aproveito para o gastar nos livros, wiiii, :D]
PS: agora vou ver o 'AVATAR' (pois, ainda não tinha visto, -.-')
Como diria a Stevie Ray: 'até logo minha gente!' - private joke

Ao som de: Emergency [acústico] - Paramore

quarta-feira, 23 de junho de 2010

resnascer das cinzas

Estavas péssimo ontem.
Tudo o que me contaste; cada palavra proferida que me transmitiste, me fazia lembrar algo do meu passado. Que está quase morto e enterrado.
Sofri da mesma maneira que estás a sofrer, lembro-me bem.
Pior que tu, eu estive envolvida com essa pessoa, e acredita, que dessa maneira as coisas são bem piores.
Também disse muitas vez 'é agora, desisto. não posso mais, tenho que o esquecer.' e depois, ele aparecia dizendo que queria estar comigo. E eu ia. Ia porque na verdade era tudo o que eu queria. Esquecê-lo e seguir em frente não fazia parte dos planos. Esperar que ele me quisesse sim.
Houve então uma altura em que as coisas tiveram que mudar. Parei por um momento, e vi que só estava a fazer mal a mim mesma. Decidi que estava na hora de o esquecer e seguir em frente. Nessa altura morri. Teria que o fazer, teria que reunir todas as forças que ainda tinha, apesar de só querer tê-lo comigo.
Cheguei ao fundo do poço e tinha que renascer das minhas próprias cinzas, tal como uma fénix.
E agora, está na tua altura. Esquecer a existência dessa pessoa.
Já morreste. Agora só tens que renascer das cinzas.
Hoje alguém faz anos! :b
Parabéns Carla, :)

E daqui a um mês faço eu, :D agora esqueçam-se, -.-
Bem, estou a adorar o livro da Bree, :$ é maravilhoso!

Talvez mais logo poste aqui mais qualquer coisa*

terça-feira, 22 de junho de 2010

paramore



Hoje foi mais um dia em que descobri que cada vez mais amo sem dúvida alguma aqueles cinco [Hay, Josh, Jeremy, Zac & Taylor].
Organizei a minha pasta dedicada a eles no computador. Tenho os 4 cds:
All We Know Is Falling;
Riot;
The Final Riot; &
Brand New Eyes.
E não é que tenho mais umas pastas, piano, acústico, violino, cover's e músicas deles fora dos discos!
Fui ao site official e andei à procura de fotos, vi mais de 1000, e a minha pastinha de fotos deles está mais repleta de magia. *-*
Muito trabalho, mas recebo uma enorme recompensa; eles conseguem fazer-me feliz.
Hoje ainda não ouvi mais nada se não Paramore.
E estou cada vez mais dedicada nestas coisas, é fascinante ver e repetir cada vídeo do backstage que encontro.
Perfeição, perfeição, perfeição! Encontrei a minha ÍDOLA! Hayls, <3


Ao som de Misery Business [esta merda hoje está-me a irritar, não consigo por 'ao som de' no canto direito sem por o resto do texto]

segunda-feira, 21 de junho de 2010

a outra face da janela

Durante anos aquela janela manteve-se fechada. Guardou milhares de segredos. Soube guardá-los melhor do que as próprias paredes, que têm ouvidos.
Aquela janela, viu cenas obscuras, que pouca gente virá em vida. Viu alguns anos desenrolarem-se numa só pessoa que acabou por partir, viu sexo, e vergonhas.
Durante anos, a única luz que aquela janela recebeu foi a do dia, pois a casa ficou literalmente abandonada, quando os últimos inclinos partiram.Passava pela janela com indiferença. Era apenas mais uma janela.
Hoje isso mudou. Hoje quando passei pela janela, senti tudo menos indiferença. Pois, a partir de hoje, a janela estará iluminada durante a noite, pois agora alguém habita naquela casa outrora abandonada.
Ao som de MK Ultra - Muse
A cada movimento; passo que dás, eu sinto-me mais distante.
Ainda me lembro de ti e do que (não) passámos.
Já tenho os braços dormentes e doridos de tanto apertão.
As tuas palavras agora, doem. Não são as mesmas. Os teus gestos e expressões são, agora violentos.
Porque é que me magoas?
Dá-te assim tanto prazer?
Acusas e insultas, mas no fim, fazes ainda pior que eu.
O que será preciso fazer para voltares a ser querido comigo? Para deixares de me acusar disto e daquilo? Para parares de me acusar de tudo?
É que sinceramente estou a ficar bastante farta disto. A sério!
A paciência esgota-se, e o meu copo começou a encher.


Ao som de Misgueded Ghosts - Paramore

Portugal!

Hoje é dia 21 de Junho de 2010.
Hoje é um dia histórico.


De manhã, fui ao hospital meter o aparelho'zinho de tensão. Durante o dia mede de 20 em 20 minutos, e de noite em 1h em 1h.
E à hora do almoço, sete, SETE! vezes me levantei da cadeira e gritei até mais não.
Ainda não estou em mim, estou contente como o raio! Portugal ganhou 7-0!

Ontem falei em seguidores, e tinha 16, hoje já tenho 19. Obrigado leitores! Dignificam bastante o meu trabalho, :)

É verdade, até amanhã às 11h não poderei usar o telemóvel porque faz interferência com o aparelho que estou a utilizar.

DIA 10 DE JULHO PARTO PARA COIMBRA!

domingo, 20 de junho de 2010

Seguidores

Bem, nestes últimos dias, o blog tem sido a página onde tenho navegado mais. Tenho andado por centenas de blogs, de pessoas que não conheço, lendo textos, todos de dimensões e sentimentos diferentes. Tenho comentado aqueles de que mais gosto, e tenho seguido aqueles que acho que devo seguir.
E no meio disto tudo, poucos me respondem, seguem, whatever.O Alex já tem TRINTA seguidores e eu ainda me vou pelos DEZASSEIS. [Não me venhas com a história de que escrevo mal Borges, --.]
Posto isto, uma menina chamada Raquel começou a seguir-me, e a trocar comentários comigo. Acabei por descobrir que é uma pessoa excelente, adorei conhecer-te mana, *-*

SOFIA PEREIRA: ainda não me esqueci que começaste a seguir o Alexandre e eu que te conheço há ONZE ANOS fiquei para trás! :O Ficaste marcada, UNF.

[Vera, a mensagem que mandaste ontem, tocou imenso, não imaginas as saudades que também tenho de ti, <3]

sábado, 19 de junho de 2010

Alex

IN: http://eoblogdoalexandre.blogspot.com

*Aposto comigo mesmo e com vocês, leitores, que irão ler mais vezes este título.
Mas por agora, é só este post, com este título.

Qéé, as coisas vêm até nós.
Não as obrigues a vir até a ti, e isto comprova que as coisas, assim, funcionam como gostas @




Amo'te, Qéé <'3*

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Afinal, não existem impossíveis

Ao início, era impossível. Sempre to disse. Não havia hipóteses; alguma vez? Depois, na primeira vez, adorei estar contigo. Adorei o tempo que passamos juntos, a estupidez que ambos partilhávamos. Levaste tudo o que aconteceu nessa noite como um sinal. Disse-te que era impossível, mas, mesmo assim, não desististe.
Falávamos todos os dias; em todos eles, tentavas arriscar mais uma vez.
Segunda saída, e última até ao momento. Senti-me tão bem perto de ti. Senti tanta coisa junta, tanto carinho misturado, nem sei.
Ficaste comigo, tornaste tudo tão mais fácil, adorei aqueles momentos. Essa noite, tem um segredo só nosso, que ninguém precisa de saber.
Relação? Logo se vê, ainda é cedo. Não te quero dar esperanças porque, tal como tu, nada sei neste momento. Mas quero estar cá para ver a fita do meu filme desenrolar-se, quero estar cá para ver o que vai acontecer a seguir.
Afinal, parece que não existem impossíveis...


[o best Alex deu-me a prenda de natal hoje, é uma joaninha a dizer 'I love you' *-* também te amo parolo, :$]

quarta-feira, 16 de junho de 2010

arriscar

Tenho saudades tuas.
O orgulho em mim é tão pouco que consigo contá-lo pelos dedos queimados pelas lágrimas que ainda me correm pelo rosto.
A tua ausência dói. As tuas pequenas palavras magoam o meu pedaço de alma.
Sabes tão bem o quanto custa ouvir o que me disseste, :x
Sabes de que material sou feita, sabes que não consigo esquecer ninguém.
A relação mudou tanto. Já não é tanto como era, quero-te de volta.
Quero parar esta discussão sem fim, quero voltar a sentir o teu corpo junto ao meu, abraçar-te e ver-te sorrir.Ainda és tudo o que eras para mim há uns meses atrás, quero ter-te como sempre tive, num lugar bem perto do meu coração, que neste momento está triste e magoado, mas que ambas sabemos, irá sarar com o tempo.
Não é por discussões que a nossa amizade dura desde 2008, e vai durar até ao fim, pois como tu própria disseste 'tudo o que construímos até hoje e que continuaremos a cimentar vai durar até à cova, nem que seja numa simples recordação como esta, pois o teu sorriso, as tuas caras de amuada e tudo o que fizemos até hoje vai permanecer SEMPRE!'


As lágrimas que escorrem são de puro amor, sei que só te preocupas comigo e só me queres ver bem. É o melhor para mim, mas, pela última vez, talvez seja altura de arriscar.

terça-feira, 15 de junho de 2010

limpezas

Ontem foi dia de limpezas em casa da avó. O best Alex decidiu vir comigo e ajudar-me.
Para além de trabalhoso foi super divertido, :b com a afilhada atrás a ler histórias, íamos limpando vidros, pó, tudo.
Almoçámos e voltámos ao trabalho, sem vontade nenhuma, sublinho..
Por volta das 17h estava tudo pronto. Lavado, encerado e lustro puxado.
Recebemos a recompensa pelo dia trabalhoso e viemos embora, continuando na brincadeira como sempre.
Ainda bem que existes rapaz, <3
[bwt: a mãe vai ser operada hoje, espero que as coisas corram bem.]

segunda-feira, 14 de junho de 2010

pedacinhos de areia

O tempo parou.
Naquela fracção de segundo o tempo parou; durante aquele beijo não havia mais nada, só tu e eu.
Na praia onde o por-do-sol reinava, na areia ainda molhada da última onda que ali tinha passado estávamos nós, só nós. Sentados, mirando o sol e sentindo o cheiro a maresia. O areal estava deserto. Desejava-te tanto. Sabia que também me querias.
Os teus olhos penetraram os meus e apenas ao som do bater das ondas, beijaste-me com todas as forças que tinhas, com todos os sentimentos centrados num único beijo. Aquele.
Naquela fracção de segundo, um amo-te não chegava. Os sentimentos de ambos estavam à flor da pele, prestes a serem descobertos.
Roubaste-te a pouca roupa que ainda tinha, beijaste-me, e fizeste-me sentir a pessoa mais feliz do mundo. Tirei-te meticulosamente cada peça de vestuário que trazias, tocando a tua pele morena e coberta de pedacinhos de areia.
Naquela fracção de segundo, eras meu, só meu.
O acto consumou-se e ambos ficámos deitados naquela praia deserta, esperando que o por-do-sol termina-se, que a noite aparece-se para adormecermos perto um do outro, durante um longo e eterno abraço.
Sempre rodeados por pedacinhos de areia.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

paramore

Música de abertura dos concertos do BNE tour:
'so your father told you once
that you were his princess
you won't see the castle
you cannot find your prince
and now you've grown a lot
and your dress don't fit right
your daddy's not a hero
he stole your chariot

so here you are in pieces
trying to prove to us it's real
the softness of your smile
and the lies you want to feel
the scales beneath your skin
are showing off today
there's evil in your heart
and it wants out to play

there's evil in your heart
and it wants out to play
there's evil in your heart

and I have made a home here
for me
you'll burn it down with your fantasy'


[eu e a Carla estamos de acordo numa coisa, esta mensagem é LINDA!]

Mundo Melhor

Um olhar que mudou o mundo;
um sorriso tímido;
uma troca de papeis;
confidências, tardes passadas juntos.
Um segredo partilhado. Uma cor diferente, que alterou tudo.


A vida ensinou-me muitas coisas, uma delas foi a não insultar os que são de culturas/cores diferentes à minha. Poderia questionar, poderia e posso, mas NUNCA, nunca na vida iria ser assim. Não sou racista! E acreditem, sou a primeira pessoa a levantar-se e a defender pessoas de cor.
A raiva incontrolável que me percorre o corpo quando acontece, acaba por me deixar triste; sei que é razão suficiente para tentar levantar mais a voz e gritar aos sete ventos o que verdadeiramente sinto. Injustiça, raiva.
Ter um namorado de cor fez-me ver a vida de outra maneira.
Ele foi o tal, tenho a certeza, foi tipo, a perfeição, o verdadeiro amor. O meu todo. E deixei-o fugir, mas sei que um dia, se for possível voltaremos.
Se tiver que ser assim, será.
Até lá, sei que a minha voz não será suficiente para derrubar toda a má língua.
Será pedir muito? Eu só queria um mundo melhor...

terça-feira, 8 de junho de 2010

Foi o dia da despedida

E o dia chegou.
A coisa não correu como quis, como sempre.
Mas desta vez choraste e comoveu-me. Nunca te vi chorar.
Depois da conversa e dos abraços enormes chegou a altura.


'Cuida bem de ti enquanto eu não o fizer, está bem? <3'
E o dia chegou.

sábado, 5 de junho de 2010

Não sei, simplesmente não sei.

Não sei, simplesmente não sei.
Coisa repentina, rápida demais.
Pensamentos desmentidos por acções. Acções criadas pelo ciúme não saudável de uma relação.
A amizade, o tempo disponível um para o outro, o próprio sentimento, foi posto em causa. 'Se calhar gosto demasiado de ti.', 'Se calhar é melhor afastar-me', 'se' 'se' e 'se'. Tantos Se's. Demasiados.
Disse que te amava best, como um irmão. Disse e voltava a dizer as vezes que fossem necessárias, porque é verdade. É tudo o que sei. A nossa amizade já superou muito, e tenho a certeza de que continuará a superar. Mas tenho medo. Medo de estragar-Te, estragar tudo como eu costumo fazer.
A nossa amizade é a prova de que as coisas podem resultar de outra maneira.
Não sei, simplesmente não sei.


[Desculpa, sou fraca]

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sexta-Feira

Desde o inicio do ano, que todas as sextas feiras tinham um sabor especial. Não me lembrando bem porquê, numa conversa como tantas outras, decidimos que as sextas-feiras eram só nossas, eram o único dia da semana em que iríamos ser queridas uma para a outra, não por mim, mas por ti, não gostavas dessas coisas.
Muitos dias da semana eu dizia qualquer coisa só minha, só para ti, algo com muito sentimento em cima e quando esperava uma resposta à altura, tu simplesmente respondias:
- Hoje não é sexta-feira.
Com o facto de eu ter anulado algumas disciplinas, a sexta-feira para mim passou a ser só uma aula, e assim, não tínhamos muito tempo para as lamechisses. Como Segunda era o dia em que tinha mais aulas, passou a ser como uma 'sexta-feira', mas na verdade, nunca chegou a existir.
Os momentos queridos desapareceram, as discussões chegaram e nunca mais partiram, daquelas sem nexo e completamente absurdas, que nos fazem berrar e gritar até eu simplesmente me calar. Não vale a pena, tens que levar sempre a tua avante.
De pensar no tempo que falta, e de ver o que já passou, alguns momentos marcaram-me, de uma maneira positiva ou negativa, às vezes de ambos os modos. Já chorei por ti, já me viste rir, e enervar-me. Conheces-me. Não no todo, pois ainda há muito para descobrir.
Possivelmente já não vais saber muito mais, o tempo está a esgotar-se, e eu sei exactamente o que vai acontecer daqui para frente, e apesar de negares, eu sei que pensas o mesmo.
Hoje decidi escrever isto, porque parei um segundo e percebi:
Hoje, é a nossa última sexta-feira.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Borboleta, (L'

Tenhoa certeza de que vai ficar tudo bem, és tanto para mim, :$
ADORO-TE.
ficas comigo? quero-te aqui! <3