segunda-feira, 21 de junho de 2010

A cada movimento; passo que dás, eu sinto-me mais distante.
Ainda me lembro de ti e do que (não) passámos.
Já tenho os braços dormentes e doridos de tanto apertão.
As tuas palavras agora, doem. Não são as mesmas. Os teus gestos e expressões são, agora violentos.
Porque é que me magoas?
Dá-te assim tanto prazer?
Acusas e insultas, mas no fim, fazes ainda pior que eu.
O que será preciso fazer para voltares a ser querido comigo? Para deixares de me acusar disto e daquilo? Para parares de me acusar de tudo?
É que sinceramente estou a ficar bastante farta disto. A sério!
A paciência esgota-se, e o meu copo começou a encher.


Ao som de Misgueded Ghosts - Paramore

5 comentários:

  1. sim. passei uma situação assim, ainda estou a passar, aliás.
    mas estou a conseguir ultrapassa-la :)

    ResponderEliminar
  2. E graças a quem é que conheçes a melhor banda de sempre??? an an???
    Graças a mim claro :D:D

    Opá pq é que esta gente não vme cá a Portugal?! Que irritação -.-'

    ResponderEliminar