segunda-feira, 14 de junho de 2010

pedacinhos de areia

O tempo parou.
Naquela fracção de segundo o tempo parou; durante aquele beijo não havia mais nada, só tu e eu.
Na praia onde o por-do-sol reinava, na areia ainda molhada da última onda que ali tinha passado estávamos nós, só nós. Sentados, mirando o sol e sentindo o cheiro a maresia. O areal estava deserto. Desejava-te tanto. Sabia que também me querias.
Os teus olhos penetraram os meus e apenas ao som do bater das ondas, beijaste-me com todas as forças que tinhas, com todos os sentimentos centrados num único beijo. Aquele.
Naquela fracção de segundo, um amo-te não chegava. Os sentimentos de ambos estavam à flor da pele, prestes a serem descobertos.
Roubaste-te a pouca roupa que ainda tinha, beijaste-me, e fizeste-me sentir a pessoa mais feliz do mundo. Tirei-te meticulosamente cada peça de vestuário que trazias, tocando a tua pele morena e coberta de pedacinhos de areia.
Naquela fracção de segundo, eras meu, só meu.
O acto consumou-se e ambos ficámos deitados naquela praia deserta, esperando que o por-do-sol termina-se, que a noite aparece-se para adormecermos perto um do outro, durante um longo e eterno abraço.
Sempre rodeados por pedacinhos de areia.

6 comentários:

  1. Os pedacinhos dos momentos mais simples são os mais felizes.

    Este texto é baseado em sentimento. Amor.

    Gostei, com este lembrei-me de alguns que já escrevi.

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  2. Gostei do texto :) e gosto desta música dos snow patrol :)não sabes quem eu sou,eu também não sei quem és, mas vi que foste ao rock in rio no mesmo dia que eu e escreves muito bem então resolvi seguir-te :)

    ResponderEliminar
  3. Só romantismo,
    Escreve um romance, pode ser que se venda bem :p
    Pronto, para além de romântico está fofo e fez-me lembrar...hmmm...certas coisas.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Kat:
    OMG *-*
    tou a imaginar isso na minha cabeça *-*
    SUPERRR ROMANTICOOO

    ResponderEliminar