quarta-feira, 23 de junho de 2010

resnascer das cinzas

Estavas péssimo ontem.
Tudo o que me contaste; cada palavra proferida que me transmitiste, me fazia lembrar algo do meu passado. Que está quase morto e enterrado.
Sofri da mesma maneira que estás a sofrer, lembro-me bem.
Pior que tu, eu estive envolvida com essa pessoa, e acredita, que dessa maneira as coisas são bem piores.
Também disse muitas vez 'é agora, desisto. não posso mais, tenho que o esquecer.' e depois, ele aparecia dizendo que queria estar comigo. E eu ia. Ia porque na verdade era tudo o que eu queria. Esquecê-lo e seguir em frente não fazia parte dos planos. Esperar que ele me quisesse sim.
Houve então uma altura em que as coisas tiveram que mudar. Parei por um momento, e vi que só estava a fazer mal a mim mesma. Decidi que estava na hora de o esquecer e seguir em frente. Nessa altura morri. Teria que o fazer, teria que reunir todas as forças que ainda tinha, apesar de só querer tê-lo comigo.
Cheguei ao fundo do poço e tinha que renascer das minhas próprias cinzas, tal como uma fénix.
E agora, está na tua altura. Esquecer a existência dessa pessoa.
Já morreste. Agora só tens que renascer das cinzas.

3 comentários: