sexta-feira, 30 de julho de 2010

memories, 2#

'you should treat me just like another stranger'
Ela viu-O. Visionou o dono do, supostamente, oferecido anel da sua janela do quarto. Ele parou a meio da rua, percebendo que ela estava a olhar para ele. E olhou-a também, transmitindo um sentimento que fez com que a rapariga não conseguisse aguentar mais de três segundos a mirá-lo, tendo mesmo que se afastar da janela.
Nessa altura o telemóvel vibrou e ela dirigiu-se à cómoda para ver quem quereria falar com ela.
'Porque te foste embora da janela? Estava a gostar de olhar para ti. Mas não te vi as mãos. Ainda tens o Nosso anel?' - era Ele.
Ela começou a tremer, e podia jurar que o coração, que até então tinha sido tão forte, parou durante uns segundos. Depois quando voltou a si, decidiu responder.
'A minha mãe chamou-me.' E não respondeu mais para além disso. Ele não tinha que saber que a rapariga tinha mandado o anel deles para um lugar onde ninguém o iria encontrar.
Mas ele voltou a perguntar: 'O Nosso anel?'
Desligou o telemóvel e não voltou a pegar nele naquela noite. Começava sinceramente a sentir-se perseguida, que iria fazer quando Ele aparecesse-se diante dela e lhe pergunta-se pelo anel? Já não suportava a ideia de não poder contar a ninguém o que se passava, mas sabia que se o fizesse estaria a por essa pessoa em risco. Então decidiu continuar de bico calado e ver no que dava. Tinha que aguentar sozinha.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Promise me that you stay with me forever?

Já não aguento muito mais tempo, os últimos dias têm sido, deveras uma agonia imensa.
Sempre a falar das mesmas coisas, sobre as mesmas pessoas, é insuportável ao fim de um tempo, acredita.
Bocas e mais bocas, piadas sem piada, discussões, temos feito de tudo. Adoro o facto de vires com aquelas palavras que sabes que magoam, mas que as dizes na mesma. És parvo ou quê? -.-'

Só queres saber deste e daquele e estás sempre a dizer que te ignoro. O que eu acho é que te dou mais atenção do que realmente mereces.
Mas sabes, eu também não gosto de ser ignorada. E sinceramente, começo um pouco a perder as estribeiras e a preparar terreno para quando rebentar, fazê-lo a sério. Fazer com que o embate seja só entre nós e não envolva mais ninguém.

Está tudo a ir longe demais e ainda bem que me vou embora no domingo novamente, preciso de espairecer, aliviar e sair deste ambiente que me rodeia aqui.
Amo-te mas começo, muito sinceramente, a perder a paciência.

terça-feira, 27 de julho de 2010

memories

Ela era apenas mais uma rapariga. Como tantas outras. Era uma boa amiga, que cometia uma loucura de vez em quando.
Para ele, ela era a pessoa mais especial do mundo.
Entregou-se de corpo e alma à relação que ambos partilhavam.
Mas ela escondia um segredo.
Estava amaldiçoada por algo mau desde tenra idade. Deram-lhe um objecto que tinha que preservar até fazer 18 anos. Assim não aconteceu. Num dos raros momentos em que perdeu realmente a cabeça, saiu de casa e destruiu o que era suposto guardar. Mandou-o fora. Um anel, prateado, com alguns desenhos abstratos, feio e que a fazia sentir péssima consigo mesma de cada vez que o usava.
E quando lhe vierem perguntar por aquilo que lhe deram não sabe o que haverá de dizer. O mais fácil é fugir. Ou simplesmente esquecer o que se passou.
Mas quanto mais vezes ela tenta esquecer o assunto, mais vezes as memórias vêm à tona e ela passa por tudo outra vez. Sente como se estivesse outra vez no mesmo lugar, com as mesmas pessoas. E pergunta-se: Porquê a ela? Porquê sentir sempre os mesmos sentimentos passados que apenas quer esquecer? Eu também não sei.
E ele não sabia do segredo. Era óbvio que daquela maneira passava muitos momentos menos bons, e quando ele lhe perguntava o que se passava, ela respondia: 'Nada.'
Porque apesar de ser seu namorado, e seu amigo, ela preferia carregar aquele peso nos ombros sozinha, do que meter ao barulho alguém que amava.
E seria assim para o resto da vida, ela não contaria a ninguém o que se tinha passado na noite em que lhe deram o anel, não contaria a ninguém o fardo que tinha, nem como se sentia. A única coisa que iria fazer em relação ao assunto, era esperar pelos 18 anos para descobrir o que realmente ia acontecer. E sinceramente, eu preferia não descobrir.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Meus amores, *-*
A minha best vai ficar mais uma semana, :D yey, que felicidade!
Mais, a mãe dela disse que depois desta semana eu tinha que voltar para Coimbra, ou seja, UM MÊS INTEIRO com a minha melhor amiga, que sonho!

Bem, já recebi uma bracelete, um livro e umas calças, :$
Estou a despachar-me para o meu jantar maravilhoso.

até amanhã*

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Bem meu amores, ainda não sei o que vai acontecer a partir de sábado. Os meus pais falaram comigo a perguntar se a Inês ficava mais uma semana, ela quer, eu quero, os meus pais querem. Falta saber se os pais dela deixam.

Eu ainda não acredito. Os meus anos são amanhã, ou seja, já estamos a meio do Verão. Deixa-me aborrecida. Estas duas semanas passaram mais rápido que meio dia.
Duas pessoas não vêm aos meus anos, porque estão fora, tenho seis confirmados apenas. Faltam-me saber de três.

Só espero que a festa corra melhor que o ano passado. Foi um fiasco, -.-'
Nem tenho tido vontade de escrever, e o pouco tempo que passo em casa não ajuda.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Alguém muito bom me relembrou que não tinha feito este quiz, portanto, coise, x)
QUIZ PARAMORE

1.Consideras-te uma verdadeira fan? Porquê? Claro, nem sei explicar, grande parte da minha felicidade musical resume-se a eles, x)
2.Conhece-os há quanto tempo? desde 2007 quando saiu o CrushCrushCrush, apesar de só a partir de mais ou menos 2008 começar a dar realmente todo o valor que eles merecem.
3.Gostaste da banda desde a 1º vez que a viste? Sim! *.*
5.Existe alguma música que não gostes? Não.
6.Compras os Cd's/DVD's ou sacas da net? saquei todos, até porque alguns não estão à venda em portugal, --.
7.Qual foi a 1º música que ouviste? CrushCrushCrush
8.Gostas-te na 1ºvez que ouviste? óbvio que sim
9.Qual foi a tua 1º impressão deles? omg, são brutais!
10.A impressão que tens agora? melhor banda, melhor apoio, melhor tudo!
12. Que dizem quando dizes que gostas de Paramore? Quase ninguém diz nada, se não apanha.
13.O teu elemento preferido a princípio? Hayley
14.O Teu agora? Hayley
15.Gostas de todos os elementos? Sim.
16.Se não, qual é o que não gostas?
17. Let the flames begin ou Stop this song (lovesick melody)? Muito dificil.. amo as duas.
18. Querias que viessem a Portugal? Óbvio, e espero que o façam, já em 2010, vou lá ficar mesmo à frente!
21. Preferes o Riot! ou o Brand New Eyes? Riot é aquela coisa, $:
22.Quando pensas que a carreira deles vai terminar? nunca (?)
23.Não queres que eles se casem ou queres? tanto me faz
24.Que achas da Hayley? simplesmente a ídola, :')
25.Gostas do Zac? sim, é brutal, xD
26.Gostas de ouvir o Josh tocar? então aqueles solos, omg
27.Gostas de ver o Taylor na banda? sim, apesar de ter saído, faz lá falta
28. Gostas das habilidades do Jeremy em palco? adoro, são excelentes, xD
29.Achas que vais ser sempre fan de Paramore? sempre, sempre, sempre!
30.Compras todas as revistas, e tudo o que encontres deles? quase todas, $:
35.Imitas o estilo de algum? mais ou menos, hayley, cabelo (está quase igual/já esteve, à cor de cabelo que tinha no Decode)
36.Achas que eles mudaram o teu carácter ou estilo? sim, de pensar muito. estilo só o hair
Agora lê as tuas respostas:
Pensa bem nelas e responde...

37.Achas que ainda podes vir a gostar mais de Paramore do que gostas? não sei, é dificil.
38.Achas que podes gostar menos? não
39.Dá uma percentagem de 1 a 100 ao teu fanatismo por eles? 101%
Depois de leres as tuas respostas e tudo mete um 'X' na frase que te indentifique mais:

>Não sou muito fan.
>Sou fan mas não em exagero.
>Não sou fan.
>Nem gosto nem desgosto.
>Sou muito fan mas não faço tudo por eles.
>Sou Fan de alma e coração, sou uma fan verdadeira, choro e grito por eles, e se for necessário rezo por eles. (X)
Como já vem sendo habitual, roubei outro quiz à Carla, mas ela deixou, (a)

LAYER 1: ON THE OUTSIDE.
nome: raquel
data de nascimento: 23/7/94 (TÁ QUASE)
localização: Sintra
cor do cabelo: natural, louro, mas está pintado de vermelho.


LAYER 2: ON THE INSIDE.
os teus medos: tenho medo de panelas de pressão (pois, --.) e de perder alguém muito chegado.
os teus sonhos: sonhei ir a Coimbra, e realizei o sonho a semana passada, +.+


LAYER 3: YESTERDAY, TODAY, TOMORROW.
os teus primeiros pensamentos quando acordas: que horas são?
os teus atributos: diz-me tu, x)
a tua memória mais antiga: quando tinha 3 anos e recebi a minha cadela.


LAYER 4: YOUR PICK.
pepsi ou coca-cola: não são iguais? o.O
mcdonald’s ou burger king: Mcdonald's
ser solteiro ou assumir relações: relação aberta, só. embora quando gosto a sério, o namoro ser o mais indicado.
adidas ou nike: nike para chuteiras, resto é tudo adidas.
chocolate ou baunilha: gelado de baunilha, tablete de chocolate, (a)
cappuccino ou café: cappuccino naquelas noites frias, com a companhia da pessoa especial (que sou só eu, visto que não há mais ninguém, -.-)


LAYER 5: DO YOU.
fumas?: sim
tomas banho?: sim
tens uma crush?: só crushcrushcrush, (aa)
gostas da escola?: só porque não passo os dias em casa.
acreditas em ti mesmo/a?: só às vezes
acreditas que tudo acontece por uma razão?: sim, tudo tem um motivo, mesmo que ao inicio não pareça obvio.
achas que és uma pessoa saudável?: +/-


LAYER 6: IN THE PAST MONTH.
foste ao shopping?: sim, ECLIPSE, *-*
estiveste num palco?: acho que não
comeste sushi?: não, :o
foste magoado/a?: tantas vezes
pintaste o cabelo?: sim, a semana passada


LAYER 7: HAVE YOU EVER.
jogaste um jogo de strip?: não, mas vi jogarem.
beijaste alguém do mesmo sexo?: sim
foste batido?: sou eu quem costuma bater, (a)
mudaste só para te seres aceite em algo?: começei a fumar para me integrar. -.-


LAYER 8: GETTING OLD.
idade com que te queres casar: não sei se pretendo
número de filhos que queres ter: 1/2


LAYER 9: IN A GIRL/GUY.
cor dos olhos: verdes são a perdição, mas pode ser qualquer cor
cor do cabelo: louro/moreno,
cabelo comprido ou curto: curto mais ou menos, xD
gordo ou magro: assim assim
aparência ou personalidade: se for para curtir aparência sobressai mais, se for para algo sério, a personalidade é o mais importante
divertido ou sério: divertido, tinha mesmo que ser


LAYER 10: WHAT WERE YOU DOING.
a um minuto atrás: ver a melhor amiga dormir
a uma hora atrás: vir de mãos dadas com a melhor amiga para casa.
a uma semana atrás: estava com a melhor amiga em coimbra.
a um ano atrás: acho que estava na praia...


LAYER 11: FINISH THE SENTENCE.
eu sinto-me: mais ou menos
eu odeio: aquelas pessoas mesquinhas
eu escondo: se escondo, não te vou dizer, :o
eu preciso: o que preciso tenho neste momento, a melhor amiga ao pé de mim, embora não para 'sempre'
eu amo: o que me faz sorrir


LAYER 12: FAVORITES.
banda: paramore, ÓBVIO!
cor: azul
comida: sinceramente, não sei
uma coisa que gostes de fazer: jogar futebol


LAYER 13: RANDOM.
há quanto tempo conheces a tua melhor amiga? quase dois anos
qual é o teu nome do meio? afonso, x)
tens algumas mensagens guardadas no teu telemóvel? tenho pois
algo sobre ti?: sinceramente nem sei, :

domingo, 18 de julho de 2010

A vida é uma constante mudança de rumos.
Prega-nos cada partida, que ficamos parvos com o que consegue fazer.
Altera-nos cada segundo ao milímetro, muda-nos os planos e é capaz de destruir tudo à nossa volta.
Já passei por duas mortes em circunstâncias bastante diferentes. Uma do avô, que só custou por causa da avó, e outra da mãe de uma amiga.
Ontem, passei por mais uma. Ouvi tantas vezes falar no nome do rapaz, que, apesar de não o ter conhecido, a morte dele me afecta. A presença dos amigos dele é constrangedora. O cheiro que paira no ar também.
Fiquei mais um dia em Coimbra, para acompanhar a melhor amiga ao funeral, e depois sigo com ela para minha casa.
Disse-lhe que me sentia mal, por não conhecer ninguém e ir na mesma, disse que tinha achado mal ter ficado, ela respondeu-me que eu era o porto de consolo dela.
Tenho tentado apoiar ao máximo, mas não sei. Já pensei tantas vezes se fosse um dos meus amigos. A morte dele afectou-me muito, e o facto disso, é sentir-me mal, e quase chorar de cada vez que ouço o nome dele.
Pelo que sei, era um rapaz excelente, que não merecia nada do que aconteceu.
A vida é mesmo assim! Leva os que não deve, e salva aqueles que só fazem merda, e que realmente o mereciam.
Mas, quem acredita no que eu acredito, sabe que ele agora está num lugar bem melhor, e a assistir a este 'espectáculo' todo.
O texto está uma porcaria, mas é o que consigo neste momento.
Desculpem.

[RIP Filipe Fresco]

quarta-feira, 14 de julho de 2010

5o dia. -> 00.21h
Estou cansada, estafada e pronta para morrer. O sono é muito, as dores nas pernas são imensas, temos andado bastante (tomem nota, de casa dela à paragem do autocarro são mais ou menos 2.5km) e fazemos esse caminho duas vezes por dia, mais o que andamos quando chegamos a Coimbra, propriamente dita.
Hoje fomos para a piscina, e quando chegámos do jantar adormecemos as duas no sofá, :o
Apanhei um escaldãozinho manhoso, --. Por causa do cloro certamente, visto que passei o dia à sombra.
E bem, não consigo vir aqui muito tempo; a best diz que sou viciada em blog, e mesmo que eu não note, até é verdade... não consigo passar um dia sem aqui vir.
Não tenho comentado, visto, ou respondido aos comentários que me fazem, juro-vos, não tenho mesmo muito tempo. Quando poder volta tudo ao normal, provavelmente só a partir de dia 24/7.
Peço desculpa.
Mas, estou quase a fazer anos e pelo que vejo, a best vem comigo para Sintra, wiiiiiii, *-*
Agora vou ver se dormo antes que ela adormeça, se não fica-me com o espaço todo da cama só para ela, -.-'
Até depois minha gente!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Um verdadeiro humano é aquele que tem os olhos na terra e a cabeça noutro planeta.

3o dia em Coimbra

Nada de almoço, acordar tarde, ou melhor, ser acordada, :b preparar, tentar almoçar (tentativa falhada), ir a correr para apanhar o autocarro.
Coimbra, beira-rio. Esperar por aquela menina que conheço à mais de dois anos e meio e nunca tive oportunidade de estar. Pouco mais de uma hora, mas momento bem especial, :$ [foto]
E às 18h estavamos a almoçar no mac, xD
Amanhã vou fazer um piercing, *-*

domingo, 11 de julho de 2010

2o dia em Coimbra


Não fizemos nada de muito coise.... estivemos no rio a tarde inteira, tirámos alguma fotos e pronto...
Mas bem, podia ser tudo uma valente seca, só o facto de estar com a best me tira o tédio que tenho em cima, :D

sábado, 10 de julho de 2010

1o dia coimbra

Visitas: jardim botânico, baixa, Brotero, Universidade, RIO MONDEGO (grande mergulho, :3)




Porque será que te amo tanto?
MELHOR AMIGA DO MUNDO, (L'

hoje

casa da inês, lameira-de-cima, anobra; coimbra

pois é, enquanto aqui estiver, essa é a minha morada. são neste momento 12.12h, acordei às 6h, e cheguei aqui às 9.30h. Já vimos metade de dois filmes, depois ficou seca, xD
mas bem, alguém estava com muito sono e adormeceu assim que se deitou na cama, deixando isolada e sozinha, -.- (vá, mentira, o ressonar dela faz-me companhia), mais uma mentira: ela não ressona, xD
novidades -> a minha franja acordou mal disposta e a inês quer cortá-la, *NÃÃÃOOOO*
à tarde vamos ao rio, e pelo que ela disse, se estivesse calor iamos ao banho, e bem, está calor, portanto vamos ao banho, :o
-> ainda não acredito que estou aqui, :| não consigo acreditar mesmoooo, :o sempre que olho para a cara da best, parece que é um sonho..
bem, espero que à noite tenha mais novidades para vos contar, certamente terei, :3

sexta-feira, 9 de julho de 2010

amanhã

Apesar de já perceber à algum tempo, ainda não tinha tido provas de que era mesmo verdade: Se lutar-mos por algo e o conseguir-mos é muito mais gratificante do que apenas dizer 'eu quero' e de seguida ter. O que queria deixava de ter significado algum, aliás não tinha, porque não lutava por isso.
Lutei muito para ser a madrinha daquela pequenina que me alegra todos os dias da minha vida. Só de pensar que já passaram quatro anos desde que me disseram que ia ser a madrinha dela, desde que chorei de alegria e me enchi de orgulho por ser a minha miúda mais linda do mundo. Mas não foi fácil lutar por isso, tinha que ter o crisma e ainda faltava um ano para terminar a catequese, e o padre não ia deixar que eu fosse, pois ainda não era adulta espiritualmente o suficiente para o ser. A sorte estava do meu lado, esse padre foi-se embora da paróquia e veio um, que me autorizou ser a madrinha da criança, se terminasse a catequese e fizesse o crisma. Prometi, cumpri, e realizei o sonho que desde pequena queria. Ser madrinha do primeiro filho do meu padrinho.
Amanhã vou realizar outro sonho.
Há quase três anos que conheci um rapaz no Algarve que em apresentou algumas pessoas de Coimbra. Desde aí, nunca mais parei de conhecer pessoas de lá.
Em 2008 conheci a melhor amiga, :') e já antes lutava para ir a Coimbra visitar todas as pessoas que tinha conhecido. Mas nunca consegui. Cheguei a chorar muitas vezes e a querer desistir de tudo. Os meus pais queriam conhecer os pais de alguém antes de partir, independentemente do tempo que fosse. Isso não era possível.
Até que no Verão do ano passado tudo mudou de rumo. A melhor amiga foi para o Algarve na altura em que eu lá estava, e tentei estar com ela. Consegui. 3/4 de Setembro estivemos juntas. (2 anos depois de conhecer fosse quem fosse de Coimbra). Os nossos pais conheceram-se e foi bom, porque assim conseguiria ir a Coimbra. Tentei nas férias do Natal, Páscoa, Carnaval, e até dois fins de semana prolongados. O meu pai não deixou.
Mas agora, há umas semanas atrás voltei a tentar. E finalmente consegui, uma semana em Coimbra, e melhor ainda na casa da best.
Ainda não acredito que é já amanhã. Sinto-me a viver um sonho, um grande sonho.
Vou cometer todas as loucuras possíveis; quero divertir-me ao máximo e conseguir dizer que foi a semana da minha vida.
Vai passar rápido é certo, e não vai chegar para compensar todas as vezes que não fui, mas vou aproveitar tudo, e estou satisfeita por não ter desistido. Agora tenho o que quis, porque me esforçei e lutei por isso. Não vale a pena ficar triste. Só tenho razões para neste momento ser a pessoa mais feliz do mundo!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Pois é fofinhos da minha vida, sábado já não estarei por estas bandas, estou tão contente que vocês não imaginam!
Já começei a preparar a mala, não me posso esquecer de nada, :


Às 17h vou pintar o cabelo, *AHHHHHHHHHH*
pareço uma pita completamente estérica!!!!!!!!!!!!!

Finalmente vou realizar o meu sonho, ai opah, :D

Enquanto lá estiver vou tentar dar novidades, e postar textos todos os dias, no entanto, não sei se será totalmente possível, porque vou andar entretida com outras coisas, mas prometo postar algumas coisinhas.

quarta-feira, 7 de julho de 2010


Nasci gato, felino pequeno, jovem. Não é fácil ser-se gato. Há montes de perigos à espreita.
Naquela noite, caçar era o importante. Depois de me esconder de vários humanos que passaram por mim, entrei por uma rua estreita, que pelo que os meus olhos perceberam ia dar ao nada. Fantástico, o nada era perfeito para quem precisava de caçar.
A vegetação estava um pouco densa, mas depois de entrar nela comecei a habituar-me. Comi dois ratos pequenos, que não chegaram para me tirar o buraco no estômago. Não comia há já vários dias.
Tinha chovido, e facilmente encontrei uma poça de água onde pude deliciar-me por um bom momento; estava fresca e limpa.
Depois vi algo mover-se por entre as sombras da erva alta; permaneci quieto e
à escuta. O barulho que outrora ouvira parou. Então deixei-me estar à vontade. Bebi um pouco mais. Quando finalmente estava satisfeito, virei-me de costas para procurar mais comida.
Pouco mais do que quatro pegadas à frente, estava um gato enorme, sentado e a olhar para mim. Fiquei com medo, apesar de ser jovem, ele era muito mais experiente que eu e certamente teria mais força.
Paralisei e olhei-o. Ele olhou para mim de maneira esquisita, e numa fracção de segundo, como em câmara lenta, vi a pata dele mover-se. Era altura de fugir, ele ia atacar. Então, com um impulso das minhas patas dianteiras, corri para fora do nada, passei a rua estreita e voltei a esconder-me das pessoas.
Se não estivesse tão atento, teria morrido naquela noite.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Vamos riscar umas quantas:
'Preciso de ganhar ideias novas; preciso de dormir; preciso de apanhar sol e molhar-me no chuveiro do pátio depois do sol me escaldar na pele. O simples facto de sentir a água fria escorrer-me pelo corpo quente dá-me uma sensação de prazer inexplicável; preciso de arrumar as coisas para partir; preciso de estar com uma série de pessoas; preciso de organizar a minha festa de anos (23/7); preciso de chorar; preciso de arranjar o meu telemóvel; preciso de alguém que me faça feliz ($:), há muito tempo que ninguém o faz daquela maneira especial; preciso de liberdade; preciso de ser quem sou; preciso de c**** alguém; preciso de sair à noite; preciso de sentir o verão. Preciso de férias a sério! Preciso disto tudo, mas nem isso me apetece.'

Preciso de estar com a minha melhor amiga.
Meus amores faltam três dias para ir embora, OMFG AINDA NEM ACREDITO!
[finalmente estou bem com a minha melhor amiga, :')]

O meu verão começou! :D
FALTAM 17 DIAS PARA FAZER ANOS, *-*

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Irei mudar, para algo melhor. Acreditem.
Obrigado S, <3
Matrículas tratadas -> ESTOU OFICIAL E FINALMENTE DE FÉRIAS!
Coimbra -> quatro dias pessoal, QUATRO!

----------------------------------//-------------------------------------------

Preciso de ganhar ideias novas; preciso de dormir; preciso de apanhar sol e molhar-me no chuveiro do pátio depois do sol me escaldar na pele. O simples facto de sentir a água fria escorrer-me pelo corpo quente dá-me uma sensação de prazer inexplicável; preciso de arrumar as coisas para partir; preciso de estar com uma série de pessoas; preciso de organizar a minha festa de anos (23/7); preciso de chorar; preciso de arranjar o meu telemóvel; preciso de alguém que me faça feliz ($:), há muito tempo que ninguém o faz daquela maneira especial; preciso de liberdade; preciso de ser quem sou; preciso de c**** alguém; preciso de sair à noite; preciso de sentir o verão. Preciso de férias a sério! Preciso disto tudo, mas nem isso me apetece.

Ao som de: Fairytale Gone Bad - Sunrise Avenue

domingo, 4 de julho de 2010

A minha boca sabe a sangue, 2#

- Então, dirigi-me a ele. -

Beijei-lhe a face, e aproximei-me das marcas estranhas que envolviam o seu corpo nu. Aquele cheiro peculiar de O+ fez a minha garganta explodir de dor. Ardia tanto.
Cheguei perto da marca mais próxima. Era também a mais fresca. Percebi que tinha sido feita à pouco tempo, possivelmente antes de eu própria acordar, pois ainda estava totalmente exposta. Lambi a pele em volta da marca, limpando de seguida a ferida; não o mordi, apenas lhe chupei o sangue. Era limpo. Sem doenças, álcool ou drogas misturados com o espesso liquido escarlate.
Repeti o processo em todas as marcas do corpo dele. Não abusando do sangue que extraía de cada uma delas; não era suposto secá-lo e deixá-lo morto na minha cama.
Apenas saciar a minha sede.
Quando terminei, voltei a beijar-lhe a face. Ele acordou.
Perguntou-me o que tinha acontecido, mas não lhe soube responder. Mostrei-lhe as marcas dele, e disse que tinha tratado de as limpar. Disse-me que se sentia fraco. Bolas, bebi demasiado sangue.
Mas lembrei-me: eu ainda tinha as minhas feridas por limpar. Se tinha as mesmas marcas, provavelmente tinha o mesmo ardor na garganta que eu sentia antes.
Beijou-me a face.
Aí, deixei-o apoderar-se de mim, e das minhas marcas.

MERDA!

Vamos começar pelo melhor do meu dia, -.- O meu telemóvel estragou-se, e eu estou a uma semana de ir para Coimbra - BONITO! Que merdaaaa.
Best não me queres emprestar o teu velhinho? :
EU QUERO UM TELEMÓVEL JÁ!
Okay, podia negociar com os meus pais, a ver se me davam um telemóvel amanhã, como prenda de anos (visto que faço daqui a duas semanas).
É que estou farta de mandar o telemóvel arranjar, -.- FARTA
A sério, se eu já tinha acordado mal disposta, agora então, é melhor nem se porem à minha frente, FOGOOOOO!

sábado, 3 de julho de 2010

Olá pessoal, :D
Venho aqui agradecer mais um selo. Desta vez foi a Mel, que me deu. Não o vou por no blog, porque é outro igual aos anteriores. Mas tal como prometido, faço aqui referência. Obrigado querida, :)
No próximo sábado, por esta hora, já estarei em Coimbra! Vai ser perfeito!
Até mais logo.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

A minha boca sabe a sangue.

Acordei.
Por entre os buraquinhos das persianas, passava uma luz estranha, que me fez acordar.
Levantei-me, sem acender a luz, e dirigi-me à casa de banho.
Quando me olhei ao espelho não queria acreditar no que estava a ver. Desde que me tinha levantado, que sentia um sabor doce e quente na minha boca, mas não liguei, e agora diante da minha própria imagem, percebia perfeitamente o que era. Tinha a cara coberta de sangue. E quando pus as mãos na minha face fria e cheia de líquido espesso já seco, vi que elas estavam igualmente cheias de sangue. De onde viria aquele sangue todo? Seria todo meu?
Não. Oh meu Deus, não. Dirigi-me à cama, e a pessoa que tinha dormido comigo respirava pesadamente. Okay, estava viva.
A pouco e pouco descobri uma e outra marca. Eu tinha o corpo cheio delas.
Depois de limpar o sangue da minha cara, vi que, nela, também havia uma marca. No meu pescoço também. E a pessoa também tinha algumas marcas. Algumas delas ainda sangravam. Aquele cheiro quente das feridas abertas cortava-me o O2.
A minha boca sabia a sangue. E ardia. Precisava de mais. Precisava de me saciar.
Então, dirigi-me a ele.


[já agora, adorava descobrir quem escreveu este texto/comentário anónimo. quem for que se acuse]

quinta-feira, 1 de julho de 2010

V(ê)

Eu ia bem, 'sozinha', com os meus pensamentos solitários, quando alguém me agarra os ombros, fazendo-me parar. Não fazia ideia de quem fosse, mas assim que a minha companhia disse o nome da pessoa que estava por trás de mim, assim que o meu cérebro voltou a raciocinar, depressa me virei, encarei-a olhos nos olhos e me agarrei a ela com todas as forças que tinha. O abraço foi intenso, muito intenso aliás. Quando aquele cheiro característico dela me percorreu as fossas nasais, senti-me 'em casa'. Quando senti aquele cheiro, o meu nariz rompeu em chamas, carolosas e familiares. Era mesmo ela.
Trocámos dois ou três dedos de conversa, já totalmente sozinhas.
Outra despedida. Beijou-me a face ao de leve, tocou-me no braço, e disse:
- Vá tenho que ir.
Abraçei-a fortemente, fazendo questão de a voltar a cheirar.
Sei que durante muito tempo não vou sentir aquele odor outra vez.

Mas admito, estava cheia de saudades, e o pequeno momento fez-me lembrar muitas coisas. E apesar de todas as palavras (que não s) aqui ditas, eu ainda te amo.
[Ainda te amo mesmo.]
Bem, o Eclipse, já foi. Meu Deus estava lindo!!!! Aqui vai a minha apreciação do filme:
Não achei piada aos beijos que a Bella e o Jacob deram, um forçado e outro a pedido dela, quando ela já estava noiva do Edward.
Encontrei dois 'erros' na parte dos efeitos/roupa: um, logo ao inicio, quando Bella e Edward estão no prado, aos beijos, ele brilha e depois o sol continua o mesmo, e ele já não brilha, -.- [mau feito, muito mau], e a parte da cena da tenda, quando a Bella está cá fora tem um gorro cinzento, e quando está lá dentro tem um verde com as riscas cinzentas.
Gostei muito dos flashback's relativamente ao Jasper e à Rosalie, estão bem feitos.
Não gostei da caracterização dos vampiros mortos.
Quanto à Bree, superou as minhas expectativas. Adorei a interpretação da actriz. Ar assustado e de quem não queria estar ali, simplesmente brutal.
Não gostei muito da interpretação da 'Leah'...
E também não gostei do facto de não se notar que os Cullen sofrem um pouco devido ao sangue de Bella. No New Moon isso notava-se imenso. Até o facto de quando o Edward beijava a Bella respirava sempre antes, tentando suster a respiração e tinha sempre um ar de agonia quando a beijava; neste filme isso não está presente.
E por último, achei bastante piada, quando eles estão prestes a perder a virgindade juntos, (embora não aconteça), e a Bella estar a tentar despir-se enquanto beija o Edward e ele diz:
- Pára de tirar a roupa.
E ela responde:
- Queres tu tratar disso?

Bem, comprei o 'Eternidade', podemos riscar um dos livros. Espero receber os outros nos anos. E *OH GOD* quando eu ganhar o Euro-Milhões vou comprar as cenas do New Moon que há na fnac, $:
Tenho que arranjar o cd da banda sonora do Eclipse.
Falta o: 'Marcada', 'Os bastidores do filme Lua Nova' (ainda não tenho e agora também deve sair o do Eclipse), portanto quero os dois.
E procurei um poster dos Paramore, e não havia, --.
Resumindo, tenho certa de 30€ para ir a Coimbra. Estou na merda!

Sem mais nada a dizer, até logo minha gente!
wiiiiii, daqui a umas horinhas bastante reduzidas vou estar a ver o meu filmeeee, *-*
ECLIPSE, :D