sexta-feira, 9 de julho de 2010

amanhã

Apesar de já perceber à algum tempo, ainda não tinha tido provas de que era mesmo verdade: Se lutar-mos por algo e o conseguir-mos é muito mais gratificante do que apenas dizer 'eu quero' e de seguida ter. O que queria deixava de ter significado algum, aliás não tinha, porque não lutava por isso.
Lutei muito para ser a madrinha daquela pequenina que me alegra todos os dias da minha vida. Só de pensar que já passaram quatro anos desde que me disseram que ia ser a madrinha dela, desde que chorei de alegria e me enchi de orgulho por ser a minha miúda mais linda do mundo. Mas não foi fácil lutar por isso, tinha que ter o crisma e ainda faltava um ano para terminar a catequese, e o padre não ia deixar que eu fosse, pois ainda não era adulta espiritualmente o suficiente para o ser. A sorte estava do meu lado, esse padre foi-se embora da paróquia e veio um, que me autorizou ser a madrinha da criança, se terminasse a catequese e fizesse o crisma. Prometi, cumpri, e realizei o sonho que desde pequena queria. Ser madrinha do primeiro filho do meu padrinho.
Amanhã vou realizar outro sonho.
Há quase três anos que conheci um rapaz no Algarve que em apresentou algumas pessoas de Coimbra. Desde aí, nunca mais parei de conhecer pessoas de lá.
Em 2008 conheci a melhor amiga, :') e já antes lutava para ir a Coimbra visitar todas as pessoas que tinha conhecido. Mas nunca consegui. Cheguei a chorar muitas vezes e a querer desistir de tudo. Os meus pais queriam conhecer os pais de alguém antes de partir, independentemente do tempo que fosse. Isso não era possível.
Até que no Verão do ano passado tudo mudou de rumo. A melhor amiga foi para o Algarve na altura em que eu lá estava, e tentei estar com ela. Consegui. 3/4 de Setembro estivemos juntas. (2 anos depois de conhecer fosse quem fosse de Coimbra). Os nossos pais conheceram-se e foi bom, porque assim conseguiria ir a Coimbra. Tentei nas férias do Natal, Páscoa, Carnaval, e até dois fins de semana prolongados. O meu pai não deixou.
Mas agora, há umas semanas atrás voltei a tentar. E finalmente consegui, uma semana em Coimbra, e melhor ainda na casa da best.
Ainda não acredito que é já amanhã. Sinto-me a viver um sonho, um grande sonho.
Vou cometer todas as loucuras possíveis; quero divertir-me ao máximo e conseguir dizer que foi a semana da minha vida.
Vai passar rápido é certo, e não vai chegar para compensar todas as vezes que não fui, mas vou aproveitar tudo, e estou satisfeita por não ter desistido. Agora tenho o que quis, porque me esforçei e lutei por isso. Não vale a pena ficar triste. Só tenho razões para neste momento ser a pessoa mais feliz do mundo!

4 comentários: