quarta-feira, 11 de agosto de 2010

memories, 4#

E agora?Negrito
Não sabia quem era. E o que quer que esse Alguém quisesse dela não era algo de bom. Depois disso, Ele encostou um lenço de papel às narinas da rapariga que inspiravam e expiravam com aflição, o que fez com que ela inala-se mais rapidamente o odor que o lenço nutria. Quando o pó que ela tinha 'snifado' se alastrou pelo resto do corpo foi instantâneo: a rapariga teria tombado para trás, se Ele não a estivesse a segurar. Estava totalmente inconsciente.
Agora, era esperar que acordasse, mas até lá, Maria seria Dele, e nada nem ninguém conseguiriam travar isso.
Arrastou a rapariga até sua casa, que não ficava muito longe, visto que eram vizinhos.
Era uma barraca pequena, com uma cama no centro da construção feita por tijolos e cimento. Obviamente, sem qualquer autorização de construção. Tinha apenas uma parede a separar a divisão com cama, de uma casa de banho super improvisada. Ergueu Maria com os dois braços, e deitou-a na cama. Devia mudar os lençóis da cama, que cheiro. Analisou cada curva daquele corpo ainda vestido que permanecia completamente insconsciente. E o pior é que estava numa excitação impossível para despir a pobre miúda e apoderar-se daquele corpo perfeito.
E agora?

5 comentários:

  1. Tu a falares em Maria e em Ele e Dele com letras maiusculas fazes-me lembrar a biblia xD

    ResponderEliminar
  2. inglaterra, alemanha ou italia. inglaterra, principalmente. no fundo, pra bem longe daqui.

    ResponderEliminar
  3. e agora quero o resto da historia!

    ResponderEliminar