domingo, 3 de outubro de 2010

Chuva

Bom dia chuva.
Já tinha saudades de me levantar de manhã, abrir a janela e sentir o cheiro da terra molhada. De sentir as gotas frias no rosto, ouvir o vento soltar uivos lancinantes, ver árvores com poucas folhas, todas castanhas a abanarem com o vento. Olhar o céu e ver que está cinzento, e escuro.
É tão acolhedor ver isso do lado de dentro da porta, onde tudo está tranquilo, sem uma ponta de frio, onde estamos enrolados numa manta, ou sentados à beira da lareira a sentir o quentinho das brasas.
Nestes dias, adoro ficar por casa, porque lá fora tudo está em alvoroço.

Depois de um dia destes, até os lençóis da cama parecem mais frescos; no entanto, tudo está mais fresco.

3 comentários: