domingo, 12 de dezembro de 2010

Ontem, imaginei-nos às duas sentadas no chão do pátio, enquanto conversávamos e nos deliciávamos com o sabor do cigarro. Havia todas as condições reunidas para tal.
Mas quando dei por mim, estava sozinha, no silêncio da noite, apenas com a companhia de uma cadeira vazia e de um cigarro na mão esquerda.
Preciso urgentemente da tua companhia.

2 comentários: