quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Um sorriso, um movimento brusco. Um abraço apertado, um murro ou um arranhão sexy, qualquer um serve, desde que sejas tu a fazê-lo. Tenho saudades daquele dia, tenho saudades do teu toque, do teu beijo, do teu olhar.
És, sem quereres, algo que me fascina. Tu dominas-me.
Invades-me os sonhos, até quando estou acordada. Sinto-te sempre perto.
E anseio o dia em que poderei voltar a tocar-te, a sentir-te, sem nunca deixar de sentir o que sinto. Anseio o dia em que serei tudo para ti, e em que te olharei nos olhos, te beijarei os lábios, e direi que te amo.
Como te digo, é pena estares apaixonada pela pessoa errada, porque poderias muito bem ser a mulher da minha vida e tu sabes isso.

4 comentários:

  1. Esqueceste-te de quê? o.o Dos anos da Hay?

    Qual dos playboys? Há duas xD

    Oh, eu chamo ao Raúl e ele chama-me a mim, piegas e lamechas e essas merdas desde o 10º ano, por isso nunca seria o Alexandre -.-

    ResponderEliminar
  2. Oh que chaticve não saberes de mim e do Raúl xD (isto até soa mal o.o)

    Boa Raquel

    ResponderEliminar