segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

«I always knew you were the best, The coolest girl I know, So prettier than all the rest, The star of my show; So many times I wished, You'd be the one for me, But never knew you'd get like this, Girl what you do to me?; You're who I'm thinking of, Girl you ain't my wonner up, And no matter what, You're always number one; My prize possession, one and only, Adore you, girl, I want you, The one I can't live without, That's you, that's you.
You're my precious little lady, The one that makes me crazy, Of all the girls I've ever known,
It's you, it's you»



se soubesses as saudades que eu tenho;
se soubesses a falta que me fazes.

se soubesses o quanto me apetece voltar a correr para os teus braços,
Amo-te acima de qualquer coisa T!

Born this way




Mother Monster, I love it! It's strange but I love it, *.*

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Adeus...

Paulo Sérgio.

muitas coisas a registar, e esta saída só vem confirmar ainda mais o mau momento.

mas.. uma vez Sporting, sempre SPORTING!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

E estou em casa pelo segundo dia consecutivo, e não, não é fim de semana. Estou doente! Talvez amanhã já consiga ir à escola.

Bem, não tenho dado novidades... O concerto da Katy foi lindo, foi muito giro (mas não ultrapassa nem por sombras o da lady Gaga, não só pelas poucas coisas que teve, mas porque a voz dela ao vivo, apesar de boa, é diferente (muito) do que estamos acustomados a ouvir nas músicas gravadas...)
Estava à espera de nega a História, e tive 15. qualquer coisa. Ainda não sei ao certo, porque ainda não tenho o meu teste.

E bem, não há muito mais...
Beijinhos*

domingo, 20 de fevereiro de 2011

à última da hora...

CONSEGUI UM BILHETE PARA A KATY PERRY, *.*

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

...e ela parecia a luz ao fundo do tunel, mas quando cheguei perto era apenas mais um candeeiro que se fundiu quando estava prestes a tocar-lhe...

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Shopping, +.+

Pois é, ontem foi dia de compras com a Pipa, :p
Primeiro demorámos uma hora a almoçar, depois demos quinhentas voltas ao shopping, lá comprámos uma saia para ela, uma prenda para a namorada dela, e uma para a minha. Depois fomos até ao Starbucks e lá bebemos um café magnifico, e tiramos muitas fotos, e muito poucas ficaram lindas de facto. A certa altura duas mulher'zinhas mudaram de lugar por causa do vento. [conversa das mulheres]
- Vamos mudar de sitio, aqui está vento. (dentro do shopping)
- Mas de onde é que isto vem?
*mudam de sitio*
- Estás a ver a planta? Está a mexer com o vento, agora de onde é que vem?
*pipa e qéé levantam-se para se ir embora, e junto ao ouvido qéé diz 'deve ser da porta' em ar de gozona*
- Oh, então tu não vês? Deve ser da porta.

Na altura teve uma piada de morte.
Levámos os copos connosco para guardarmos, e a minha pessoa ainda estava a beber, entretanto acabou e pensa em procurar um lixo. Depois quando encontra pergunta:
- Onde é que eu meto isto? - e pensa, deve ser naquele. E sim, mete o copo no lixo. Que inteligência!

De sublinhar que comprei um anel para mim mesmo giro, *.* E que sem dúvida, amei a tarde, mesmo mesmo!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

"Talvez um dia, os nossos destinos se difundam tal como se cruzaram, talvez um dia, eu não serei a luz da tua vida, tal como tu és da minha, talvez um dia, os dissabores superem o prazer dos nossos momentos, talvez um dia eu parta e te deixe. Talvez um dia as ondas do mar venham buscar o meu sentimento por ti. Talvez um dia o vento sopre para longe as palavras que me vão nos lábios. Talvez um dia as nossas promessas se quebrem.
Sim, talvez um dia, mas agora NÃO. Às vezes debruço-me sobre a janela e deixo os sentimentos fluírem, os momentos reviverem, as palavras subscreverem-se, eu sei e tu sabes, que juntas construímos um dilema. De facto, não foi difícil as nossas vidas terem-se cruzado, não foi difícil a nossas união, não foi difícil sorrirmos, foi difícil sim, construirmos tudo o que hoje se tornou o pilar das nossas vidas. A nossa amizade é sobretudo o nosso amor. O tempo demonstrou-nos que uma sem a outra o sol deixa de brilhar, que as nuvens não se movem, que o vento não sopra, que as ondas não se desenrolam, que os lábios não se tocam, que o sonho não passa de realidade.. A ti, eu devo-te todas as palavras que me custaram digerir e muito mais a divulgar. A ti devo todas as portas que me fechaste e todas as janelas que me abriste. A ti devo todas as tempestades transformadas em bonança, a ti devo todas as noites de lua cheia. A ti devo toda a minha vida. O futuro é imprevisivel, mas eu tenho a certeza que só contigo a meu lado eu estou disposta a vivê-lo. Quantas fronteiras já nos foram colocadas, quantas chaves já nos foram negadas, e nós temos alguma derrota? Não. Os nossos sorrisos dissolvem-se e o que é difícil fica fácil. O que é impossível passa a ser possível. Nós haveremos de chegar ao mundo que realmente merecemos, o que nós temos digna-se mais do que uma mera palavra, contigo eu sinto-me capaz de enfrentar todos os vendavais. Dá-me a tua mão, escreve-me todas as letras que te vão na alma, olha-me e diz-me que me amas. Aqui, no deserto ou no fundo do mar, eu vou estar sempre a teu lado, eu vou ser o sol dos teus dias, a luz da tua escuridão, sorriso dos teus momentos de angústia. Hoje, subi a uma nuvem e gritei o que o meu coração grita por ti.
Eu amo-te.
És mais que vida acredita, (L)
LY MDMV, @ "

Obrigado por tudo,
Amo-te Tânia Sofia ♥

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Amanhã será daqueles dias que estarei INSUPORTÁVEL. Sim, eu adivinho estas coisas. Amanhã vai vai ser um ainda pior que sexta-feira. Amanhã vai ser de morte.
Ai, eu só te quero de volta, porra, o sentimento é tanto que suportaria tudo aquilo que queres, faria tudo por ti, porque te amo.
Mas não me deixam, não posso, tenho que pensar em mim.
Tenho que fazer as coisas racionalmente.
Tenho mas não quero, não quero, não quero.

Só quero enviar-te uma sms, dizendo tudo o que sinto. Mas não sou um boneco, não sou.
Isto é tão difícil, só queria que estivesses perto, aqui, junto a mim.
Não é fácil ser assim, mas não posso mudar por ninguém, sem que esse ninguém seja eu.
É melhor escavar um buraco e enfiar-me lá dentro rapidamente,
porque se há pior que isto, quero esconder-me já.
''De novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre.''

- Miguel Sousa Tavares -

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011




Sorry('s) [I'm] NOT good enough



Quem me dera que, todas as cartas que te escrevi, (em vão) se transformassem num barco de papel e percorressem o mundo fora. Uma folha clandestina, tal como o nosso amor, ♥

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Não sei bem o que se passa, não vejo realmente com maus olhos esta passagem. talvez seja algo bom. É algo diferente, nunca tinha pensado que isto se ia passar, deste-me a volta à cabeça, fizeste-me sentir diferente, amada, desejada. Já não estou confusa, já não me sinto mal. Sinto que te quero e que te desejo. Fazes-me feliz, não paro de pensar em ti, nunca parei, mesmo quando tudo estava mal. Só te quero junto a mim amorzinho lindo, +.+
Sei que pode correr mal, sei que posso vir a sofrer e que tu também podes vir a sofrer. Talvez não aguente a 'falta' de liberdade, e as minhas escolhas estarem de alguma maneira condicionadas, mas posso pensar nisso depois. Viver e deixar acontecer. Parece-me justo, também mereço ser feliz. (E ai de quem diga 'não', só eu sei se mereço ou não, e sim. Eu mereço!)

Namorada, 10.2.11, ♥
(apenas uma data, ou o inicio de algo lindo, :$ )

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

tu

Sentada à beira-mar vejo cada onda que embate leve na areia. A vida às vezes parece-se a uma onda, vêm muito para a frente, molhando toda a areia, e quando volta para trás, só deixa a marca. Isto é um circulo vicioso, tanto avança como recua, e parece estranho dizê-lo, mas sim, estarei eu a comparar a minha simples vida a uma complexa onda?
Ás vezes parece que ela avança, e avança, e tudo rola, e depois, rebenta, vem um pouco mais para a frente, e depois recua, e deixa todas as marcas possíveis.
Já se estranha quando corre bem demais, e já se entranha quando corre mal, e volta para trás, como uma onda.

Não apareceste, foste embora, voltaste de onde vieste. E eu? Onde fico eu no meio disto tudo? Sim, eu gosto. Sim, eu quero. Mas tudo parece demasiado confuso, como se fizesses com que as minhas ondas viajassem na diagonal, sem destino. Na verdade, agora é assim que ando, sem rumo, sem objectivos. Talvez apenas um.
Tu.
Prometi a mim mesma que andaria a ver ondas sem me agarrar a ninguém, mas parece impossível, aparece sempre alguém. Apenas uma, ou mais, mas neste momento apenas Tu.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

HB Jeremy, :p

Parabéns coisa linda, *.*

sábado, 5 de fevereiro de 2011

minha linda, :$

Parece que já me decidi, vamos ver no que dá, :$
Foi a despedida mais emociante que já vi, até me deu vontade de chorar, LIEDSON SEMPRE!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

O próximo passo é um tiro no escuro

Tudo se está a tornar diferente, estranho.
Podíamos estar aqui horas a fio, nenhum de nós ia perceber. Um dia dizes sim, outro dizes não, não conquistas, não mostras que queres, mas gostas, eu sei que sim.
Infelizmente a onde que me invade é de incerteza, não sei se quero voltar ao que tínhamos, tenho saudades mas há pontos negativos, há sempre. Não sei, amo intensamente outra pessoa, mas do que a própria vida, apenas ela me faria a pessoa mais feliz do mundo.
Só que tu, sim tu, fazes esquecer-me dela durante raros e breves momentos. Mas, a tua cabeça complicada por vezes leva-me ao desespero. Apenas por vezes, embora por outras me faça sorrir e desejar-te.
Estou confusa, cansada, a cabeça não dá para muito mais, mas quero tentar. Não perco nada. Ou perco? Talvez, mas quem sabe se não tentar? Acho que estou a tornar tudo demasiado complicado, talvez esteja a aprender contigo, meu amor.
Mas não sei, não sei mesmo.
O próximo passo é um tiro no escuro.

(Mas agora, algo novo chegou, e apetece-me deixar acontecer
e assistir na primeira fila do palco da minha vida.)

Com todo o amor que poderias receber,
Quase sempre tua,
Raquel